Rua Aribau

Rua Aribau

"Rua Aribau" é uma coletânea inédita de poemas organizada por Alice Sant'Anna, uma das curadoras da TAG de 2018. Foram selecionadas quinze poemas de autoras brasileiras contemporâneas que envolvem temas como adaptação, viagem, decadência, solidão e inadequação, presentes no romance "Nada", escrito pela espanhola Carmen Laforet e indicado por Alice em novembro. Além dos textos, o livro é composto por ilustrações exclusivas que dialogam com os poemas, formando, assim, um diálogo literário plural entre artistas de todo o país.

Title:Rua Aribau
Edition Language:Portuguese
ISBN:9788554071011
Format Type:

About Alice Sant'Anna

Born in Rio de Janeiro in 1988, Alice Sant’Anna is the author of Dobradura (2008), Pingue-pongue (co-authored with Armando Freitas Filho, 2012) and Rabo de baleia (2013). Her poetry examines the small delights and inconveniences of daily life through a curious and creative gaze, finding unexpected meanings where we expect the trivial and routine. She works at the magazine Serrote, published by the


    Rua Aribau Reviews

  • Adriana Scarpin

    O fato da curadoria da TAG nunca ter escolhido um livro do gênero lírico sempre me incomodou, como se o narrativo tivesse algum tipo de propriedade superior, muito embora eu saiba que essa escolha s...

  • Suellen Rubira

    Não desprezo a poesia contemporânea, essa dos pós 2000, aliás, eu não tenho desprezado nenhuma literatura. Eu desprezo escritor que não é honesto com a arte da escrita.O que eu quero dizer é q...

  • Josie Conti

    Gostei da ideia. Gostei da abertura para o trabalho poético. Quanto a qualidade vi poemas que gostei bastante e outros que achei bem ruins. Uma das coisas que mais desagrada é escritor que quer escr...

  • Juliana

    Fiquei muito feliz de ter lido essa coletânea. Começando pelo fato de que como objeto esse livro é lindo. Cada poesia é acompanhada por uma ilustração diferente, feita por uma artista diferente....

  • Thiago Alves

    Poemas são um convite para entrar em um universo sensível onde as palavras representam as mais diversas expressões de arte. E como bem disse Ferreira Gullar: “A arte existe porque a vida não bas...